16/10/2017 - Notícias CNPC

Egito é o segundo maior importador da carne bovina brasileira, atrás apenas de Hong Kong

O Egito foi o segundo país que mais comprou carne bovina brasileira em setembro, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) nesta segunda-feira (09).

RIO DE JANEIRO – O Egito foi o segundo país que mais comprou carne bovina brasileira em setembro, de acordo com dados divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) nesta segunda-feira (09). No mês passado, o país árabe importou 21,2 mil toneladas, que renderam US$ 73,7 milhões aos frigoríficos brasileiros. Segundo a Associação, o crescimento das compras egípcias em volume foi de 5,3% em comparação com o resultado de agosto.

Já há alguns meses o Egito vem se destacando nas importações de carne bovina: na divulgação do resultado de julho, a Abiec destacou o país árabe como “mercado proeminente do mês”. Em agosto, o país do norte da África foi o segundo do ranking – desempenho repetido no mês passado. A flexibilização da moeda egípcia, que permitiu uma entrada maior de divisas no país, e as compras governamentais do Ministério da Defesa local ajudam a impulsionar o resultado.

O órgão tem feitos grandes compras de alimentos do Brasil, especialmente carne bovina, que abastecem a tropa e também são vendidos no varejo. Nos meses de julho e agosto o Egito foi o país árabe que mais comprou produtos brasileiros no geral, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços compilados pela Câmara de Comércio Árabe Brasileira. À frente do Egito no ranking de setembro ficou apenas Hong Kong, líder absoluto em importações de carne brasileira. Em setembro, a nação asiática comprou 32,8 mil toneladas, ou US$ 124,4 milhões, um aumento de 56% em relação a agosto. No geral, as exportações brasileiras de carne bovina cresceram 17% em setembro, comparado com igual mês de 2016, somando 135,6 mil toneladas. As receitas com esses embarques alcançaram US$ 556 milhões, valor 17,5% superior ao de setembro do ano passado. De janeiro a setembro, os frigoríficos brasileiros exportaram mais de 1 milhão de toneladas de carne bovina, 1,8% acima do volume embarcado nos nove primeiros meses de 2016. Foram US$ 4,3 bilhões em faturamento, alta de 6,6% na mesma base de comparação.

Fonte: Fiorde

© Copyright 2001 - 2017 - Todos os direitos reservados.
CNPC – Conselho Nacional da Pecuária de Corte
Paradoxo Digital