09/05/2017 - Notícias CNPC

Entidades traçam plano estratégico para a pecuária brasileira

O plano prevê a retirada gradual e segura da vacinação anti-aftosa no Brasil

O Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Conselho Nacional da Pecuária de Corte (CNPC) estão empenhados na consecução de um plano estratégico para a pecuária brasileira. Entre os aspectos abordados, destacam-se aos relacionados à melhoria da sanidade, da sustentabilidade, principalmente a ambiental e do bem estar animal, com considerações envolvendo ainda questões ligadas à economia do setor.

Nesse sentido, recentemente,  o presidente licenciado do CNPC, Tirso de Salles Meirelles, e o  presidente interino da entidade, Sebastião Costa Guedes, mantiveram audiência com o ministro Blairo Maggi (Agricultura), “que apoia  amplamente a iniciativa”, conforme revela Meirelles. Para Guedes, o plano prevê a retirada gradual e segura da vacinação antiaftosa no Brasil,  “o que reduzirá sensivelmente os custos de manutenção do rebanho nacional e promoverá maior confiabilidade de nossa carne junto aos mercados internacionais”. Guedes salientou, ainda, que, sobre os Estados do Norte, “o ministro Maggi nos adiantou que Roraima já estava sendo declarada como livre com vacinação e os Estados do Amapá e Amazonas estão na fase final da sorologia”.

O CNPC é uma entidade sem fins lucrativos que tem por objetivo desenvolver estratégias para o crescimento da pecuária de corte nacional e estabelecer relações entre os vários agentes, representando a cadeia produtiva junto aos governos estaduais e nacional, bem como nos fóruns de discussão internacional que promovam a sanidade, o bem-estar animal e a segurança alimentar. Criado em 1982, a entidade tem representantes nos principais Estados que se destacam na pecuária nacional sendo atualmente presidida interinamente pelo médico veterinário Sebastião da Costa Guedes.

 

 

© Copyright 2001 - 2017 - Todos os direitos reservados.
CNPC – Conselho Nacional da Pecuária de Corte
Paradoxo Digital