07/03/2017 - Notícias CNPC

Infundadas suspeitas de “mal da vaca louca” no Rio e Nordeste

O Conselho Nacional da Pecuária de Corte – CNPC, entidade que representa a cadeia produtiva da carne bovina e promotora de discussões que envolvam a sanidade, o bem-estar animal e a segurança alimentar, considera infundadas as alegadas suspeitas de que esteja havendo casos de consumo de carne bovina com o “Mal da Vaca Louca” no Rio, mais especificamente em Niterói, e no Nordeste, doença que, anos atrás, atacou os rebanhos da Europa, Estados Unidos e Canadá, mas que atualmente se encontra plenamente controlada.

“Essa doença na sua forma patogênica nunca chegou ao Brasil, ou a outros países da América Latina” afirma o presidente em exercício do CNPC, Sebastião Costa Guedes.  Para ele, “a doença verificada em Niterói e no Nordeste deve ter outras origens, conforme dados disponibilizados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). Nos primeiros contatos que mantivemos com os técnicos do ministério, a princípio não houve indícios de que sejam originadas pelo agente da BSE/EEB, enfermidade de características crônicas que levam meses e até mesmo anos para se manifestar em humanos”, aduziu.

As primeiras falsas alegações desta notícia ocorreram em Niterói em 20 de janeiro passado. Autoridades da saúde já descartaram qualquer relação desta infecção aguda com a carne vermelha.

Guedes faz alerta à população para evitar pânico, e não deixar de consumir carne vermelha de boa procedência e bem armazenada.

© Copyright 2001 - 2017 - Todos os direitos reservados.
CNPC – Conselho Nacional da Pecuária de Corte
Paradoxo Digital