O CNPC ESPERA QUE A SITUAÇÃO SE NORMALIZE! CHEGA DE PREJUÍZOS AOS PRODUTORES, AOS CONSUMIDORES, À CADEIA E EXPORTADORES!

O justo movimento dos caminhoneiros começa atingir em escala ascendente o nível preocupante dos prejuízos na cadeia da pecuária de corte ou da carne bovina.

Problemas se avolumam no arraçoamento e nutrição dos animais, principalmente os confinados, que asseguram aos consumidores melhores preços na entressafra, que ora se inicia no país.

A logística está sendo seriamente prejudicada na entrega e distribuição de carnes e produtos derivados, como embutidos, gelatinas e colágenos. Também impede ou dificulta a entrega de insumos essenciais à sanidade animal, como medicamentos, vacinas e nutrientes. O setor coureiro também sofre prejuízos crescentes com falta de carnaça e produtos químicos, interferindo na indústria de calçados e vestimentas.

Na área da reprodução, sêmen, nitrogênio e reposição de equipamentos para inseminação artificial correm riscos. Animais impedidos de serem movimentados para exposições, feiras, leilões e para troca de pastagens, onde há casos de cargas vivas retidas, prejudicando a imagem brasileira no bem-estar animal.

Exportações do setor estão sendo remanejadas e perdas de produtos nos containers custam valores enormes e nossa imagem de segurança no comércio internacional decai.

Como se pode ver, o setor de abate e processamento da carne bovina tem prejuízos crescentes, provocando inclusive desemprego nesta conjuntura já complicada.

O CNPC sabe que outros setores como aves e suínos, bem como leite e derivados sofrem perdas maiores, mas é necessário que todos nos unamos para incentivar o governo brasileiro a resolver com rapidez esta paralização. O setor rural e a cadeia não podem conviver mais com esta atual situação.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento tem excelente liderança política e técnica, mas outras áreas do governo devem acelerar as medidas já negociadas com os caminhoneiros.

Este é o desejo de todos nós do CNPC, que há mais de 35 anos lutamos para dar à nossa carne bovina a segurança e a imagem que alcançou nos mercados nacional e internacional. Éramos na década de 80 importadores de carne e hoje estamos na liderança global como exportadores.

Fonte: CNPC

© Copyright 2001 - 2018 - Todos os direitos reservados.
CNPC – Conselho Nacional da Pecuária de Corte
Paradoxo Digital